Tag

Criatividade Archives - Página 2 de 2 - eTrauer

Você faz uso da sua Criatividade?

By Composição Fotográfica, Conhecimento, Criatividade, Criatividade e o Olhar na Fotografia, Curso de Composição Fotográfica, Curso de Criatividade, Curso de Fotografia, Cursos, Marketing, PhotoNo Comments

A resposta para a pergunta: Você faz uso da sua criatividade? muitas vezes traz uma afirmação sufocada pela DESeducação Linear pela qual somos submetidos em nosso mundo ocidental.

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Reflexão – Captured by E.Trauer || 一期一会

Nascemos com um enorme Potencial Criativo e Perceptivo e, a partir do momento em que começamos a absorver as informações do mundo ao nosso redor, dependendo da percepção de quem convive conosco, inicia um processo de desaceleração da curiosidade que é potencializado ao frequentar as escolas, escolas estas que podem fazer uso de técnicas voltadas as respostas prontas, as fórmulas prontas, ao decorar em prol do aprender.

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Ponte D’Oro 01 – Captured by E.Trauer || 一期一会 || Série Fine Art que pode ser adquirida para a sua residência e/ou escritório

A Criatividade é uma habilidade/percepção que sempre pode ser exercitada e, como nossos músculos, quanto mais exercitada, melhor ela se torna. Pensando nestas informações e convivendo com esta realidade que surgiu – aliado à Fotografia o Curso “Criatividade e o Olhar na Fotografia”, onde em apenas 1 dia trabalhamos técnicas e exercícios que vem ao encontro do Fortalecimento da Percepção da Criatividade fazendo uso da Fotografia como Ferramenta de Aprendizagem observando a simplicidade do mundo que nos cerca todos os dias.

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Amanhecer no Parque São Jorge em Florianópolis

Neste ponto eu pergunto: Você gosta de fotografar? Qual foi a última vez que você tirou uma fotografia? sim, pode ser com o Celular – e neste curso você pode fazer com o Celular, pois a única exigência é ter um dispositivo que capte digitalmente uma fotografia. Não precisa ter nenhuma experiência com a fotografia, não precisa ter equipamentos profissionais de fotografia, basta gostar de fotografar.

Passamos esta dia dividido em 5 etapas, sendo 2 delas em saídas práticas para fotografar e as demais abordando maneiras pelas quais podemos Resgatar e Potencializar a Criatividade quem temos dentro de nós, conhecer técnicas de Composição Fotográfica que irão certamente influenciar positivamente nas Fotografias que você gosta de tirar e terminamos com uma reflexão sobre algumas das Fotografias que a turma captou durante o dia.

Em 2013 – ano do lançamento de Criatividade e o Olhar na Fotografia – tivemos 3 edições em Florianópolis e neste ano de 2014 a primeira data já está marcada: Será no sábado, 15 de março, no Recanto Champagnat – Lagoa da Conceição, um local maravilhoso e rodeado pela Mata Atlântica!

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Macaco Prego na Mata Atlântica

E tem mais: o Almoço Caseiro está incluído nesta Edição, os 2 coffee breaks estão incluídos, e o Material Didático Profissional  também está incluído no valor especial para esta Edição de Criatividade e o Olhar na Fotografia, que é de R$ 480,00.

O grupo é bastante seleto: Apenas 12 participantes no totale algumas das vagas já estão preenchidas. Veja só a programação abaixo:

  1.  Abertura
  2. Saída Fotográfica 1
  3. Criatividade
    • Habilidade de ver o comum e perceber o inusitado, o fantástico, o extraordinário
    • Todas as ações podem ser criativas
    • Criatividade é uma questão de perspectiva
    • Sempre teremos mais do que uma resposta correta
    • Transformar problemas em oportunidades
    • Não tenha medo de errar
  4. Coffee Break
    • Quebre os padrões
    • Exercite sua técnica
    • Você terá o que você desejar
  5. Composição Fotográfica
    • Movimento
    • Equilíbrio
    • Ritmo
    • Movimento, Equilíbrio e Ritmo
  6. Almoço – Incluído no valor desta edição do curso
    • Diversidade e Unicidade
    • Diálogo
    • Diagonal
    • Primeiro Plano
    • Perspectiva
    • Razão Áurea
    • Razão Áurea e a Regra dos Terços
    • Controle da Luz
      • Luz Suave
      • Luz Dura
      • Luz Difusa
    • Momento Decisivo
    • Exposição
  7. Coffee Break
  8. Saída Fotográfica II
  9. Análise das Fotografias
  10. Encerramento e entrega dos Certificados de Participação

A esta altura você deve estar se perguntando: Nossa, quanto conteúdo!!! Sim, tem bastante informação, e trabalhamos em um ambiente descontraído e fazendo o que gostamos de fazer: Fotografando, Sorrindo, Analisando Fotografias, Descobrindo novos Potenciais que podem – e devem – ser utilizados em nossas atividades do dia a dia, no trabalho, no desenvolvimento de projetos, na liderança de equipes, nos estudos, nas viagens e passeios. A Criatividade sempre engrandecerá toda e qualquer atividade que estejamos envolvidos.

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Cão Guia em momentos de reflexão

Se você chegou até aqui, é porque Criatividade e o Olhar na Fotografia também foi estruturado para você!

As vagas são preenchidas de acordo com as Inscrições que devem ser antecipadas:

Maiores informações através do Email: nonworkshop@etrauer.com

O pagamento pode ser feito em  através de depósito bancário no valor de R$ 480,00

Eduardo Trauer
Banco: Itaú – 341
Ag. 3759
CC: 10963-4

Encaminhar o comprovante por Email com seu Nome Completo, Telefone para Contato e, obviamente: seu Email para contato. Pode ser feito preenchendo o formulário no final deste Post.

[google1]

 

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Bolshoi em Florianópolis

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Luz Suave no Amanhecer

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Vossa Magestade: A Lua

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Gaivota em vôo magistral

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Nevoeiro na Mata Atlântica

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Sonhos de Criança

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Marta Brancher e a Gaya em dia de Festa

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Macaco Prego e suas Bananas

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Pássaro e a Natureza Urbana em Florianópolis

Para maiores informações você pode preencher o formulário e terei o maior prazer em responder!

 

Daniel Lucena || Sete Ventos

By Art, Composição Fotográfica, Fotografia, Photo, Poesia, Still LifeNo Comments

Uma das boas lembranças da vida é a infância no interior, mais precisamente em São Luiz Gonzaga, RS, onde cresci rodeado pela Natureza, pelos prados verdejantes, Céu Sol Sul, Terra e Cor, que em muito influenciou no fortalecimento da criatividade.

Aqui em Florianópolis foi identificação imediata quando nas rodas de violão e fogueira da Cruzada o som do Expresso Rural contagiava a Emoção de todos, capitaneadas pelo Débil [Marcelo Fogaça], o saudoso Italo Zanella, Fábio Schmidt, Gil Odebrecht e pelos violões do Batata [Adriano Goedert], do Marcel Ribas e Douglas Narciso [um ‘monstro‘ nos violões e guitarras, toca na ARENA e capitaneia o Studio Onda Sonora] e, com o tempo, o meu próprio violão ensaiava alguns acordes de Nas Manhãs do Sul do Mundo, Harmonia e Certos Amigos, músicas que poetizam a Natureza, o Respeito, o Equilíbrio e o Amor.

Conheci finalmente os autores destas músicas em Shows pela cidade. Em 2007 comecei a estudar Fotografia e a desenvolver os primeiros experimentos pensados como no Show do CIC do Expresso Rural, maravilhoso. Desde então busquei acompanhar essa boa turma registrando seus momentos pela minha interpretação, resultado este que culminará em uma Exposição de Fotografias Fine Art – Harmonia || Expresso Rural neste ano no Museu da Imagem e do Som de SC – CIC. [sobre este assunto falarei, certamente, mais adiante].

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Mas hoje o dia é de Daniel Lucena, compositor e poeta ímpar de Santa Catarina que acabou de lançar o CD duplo Sete Ventos e que adquiri em show no último sábado no Café da Corte em Floripa. Já perdi as contas de quantas vezes escutei, é inspiração pura no trabalho, companhia certa na Edição dos Ensaios Fotográficos, como o da Elaine, gestante que conta os dias para a chegada do Joaquim.

Captured by E.Trauer  || 一期一会

O Box que integra os CD’s ficou espetacular, uma caixa contendo cartões com todas as letras cifradas para violão, bem ao estilo do primeiro disco do Expresso Rural – Nas Manhãs do Sul do Mundo -, além de 2 Encartes e um Design emocionante como apresento nas Fotos que integram este Post. Ahh .. a sacola também é personalizada.

Seguem as músicas:

Disco 1 Disco 2
Monalisa América Menina
Nossos Corações Ana
Oriente C Banho das Seis
O Amor da sua Vida Beladonna
Os Aviões Bolero e Amor
Paz Canto Morena
Pra Onde os Sonhos Vão Certos Amigos
Princesa da Serra Céu de Lages
Pro Melhor Acontecer Dança Molhada
Reggae na Casa Amarela Das Pessoas
Romance em Casablanca Deixe Como Está
Roteiro das Águas Há Lugar
Sete Ventos Harmonia
Um Dia com Julia Hoje Não
Uma Montanha pra Morar Ilha Catarina
Vivendo por Nada Nas Manhãs do Sul do Mundo
O Sol Nasce no Sul Milonga do Eterno Amor

Onde Comprar em FlorianópolisMensageiro Musical rua Sete de Setembro e Manu Brinquedos antiga Fabi disco (galeria Comasa).

Captured by Eduardo Trauer 一期一会

[google1]

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Exercite sua Criatividade com a Natureza Urbana, é de Graça! #UrbanNature

By Composição Fotográfica, Criatividade, Criatividade e o Olhar na Fotografia, Natureza Urbana, PhotoNo Comments

Um dos presentes mais lindos que podemos receber é gratuito e nos é dado diariamente, sem exceção – faça chuva ou faça sol. Só que a louca rotina do quotidiano nos faz órfãos desta oportunidade. Deixamos em prol do stress de observar com atenção e sem compromisso os detalhes da Natureza Urbana #UrbanNature que integram os nossos caminhos, independente de onde moramos e trabalhamos.

Captured by Eduardo Trauer

Vôo livre

 

 

São detalhes dos mais perfeitos de uma composição louca e caoticamente harmonizada. Sempre lembro da música “Sol de Sonrisal” presente no disco Clássico dos Clássicos  “Nas Manhãs do Sul do Mundo” do Expresso Rural, grupo musical de qualidade ímpar em Santa Catarina.

 

 

Sol de Sonrisal (Daniel Lucena e Paulo C. Velho)

Lá na cidade a cor da moda agora é cinza
Coração cinza, terno cinza, amor cinza
Aqui no mato a cor da moda é arco-íris
Green, Blue, Laranja, cor decor ao natural.

Até a fumaça consumir sua cabeça
Tem muita idéia sugerindo um visual
Mas não pense que esse sonho é verdadeiro
Esse seu mundo iluminado por um sol de sonrisal.

Falta de verde vai fazer chover pra cima
Nuvens de aço soltam pingos de metal
No amor de um operário esquecido
Sob as bases de um parque industrial.

Lá na cidade já tem rio pedindo água
Pulando cedo do seu leito pra fugir
Na esperança de não entrar pelo cano
Chegar ao mar antes de se poluir.

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Já tem rio pedindo água ..

Em edifícios que correm batendo palmas
Ofuscados pelas luzes de neon
Nas avenidas que se vão em paralelas
Nunca se encontram pra poderem conversar.

Sinceramente não liguem para o que eu digo
São só palavras de um ser dito normal
Que passa o tempo passando o tempo com a vida
Mas que acredita na existência desse sol de sonrisal.”

Basta olhar, é um exercício muito simples e que não custa nada, nem o tempo “gastamos”,  até mesmo porque dependendo da cidade em que estamos, as filas de engarrafamento são tão grandes que temos tempo de sobra para observar pelas janelas. São vegetações que integram o vão das calçadas, dos muros, pequenos animais que circulam o micro-mundo dos detalhes, das folhas, dos gravetos que têm a capacidade de impulsionar a criatividade de todos nós.

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Gafanhoto Patriota

E no céu, onde pássaros das mais diversas espécies dão vôos rasantes na busca de alimentos. Em Florianópolis, por exemplo, nos últimos anos registra um aumento considerável de Gralhas Azuis e Pica-Paus, oriundos da Serra Catarinense é bem provável, onde talvez os alimentos já estejam se apocando.

Photography by Eduardo Trauer || Rota Floripa

Gralha Azul

Todo este conjunto de Fauna e Flora Rural e Urbana integrados constroem paisagens em suas constantes buscas pela adaptação da sobrevivência.

É se permitir o direito de observar, sentir e viver a Natureza Urbana #UrbanNature para exercitar e potencializar a nossa Criatividade, a nossa Percepção, o Respeito e a Estética de uma Composição Poética do Olhar.

Fotografe com o Olhar! #SimplesAssim

etrauer.com Creative Studios || 一期一会

[google1]
Captured by Eduardo Trauer

Estrela de Natal

Captured by Eduardo Trauer

Vossa Magestade .. a Lua

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Freguesia do Ribeirão

Captured by Eduardo Trauer

Gaivota, tão presente em Floripa

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Mais um Pôr do Sol .. porém único como todos!

Photography by Eduardo Trauer

Filhote em banho de sol na sacada

Photography by Eduardo Trauer

Sim, elas também são exóticas

Photography by Eduardo Trauer || Rota Floripa Creative Photos

Perfeição em Suavidade

Captured by E.Trauer

Macaco Prego, no Morro da Lagoa da Conceição

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Sempre presentes

Joaquim, Elaine e Rodrigo

By Composição Fotográfica, Criatividade, Ensaios de Gestantes, Ensaios Fotográficos, PhotoNo Comments

“Um caminhão betoneira com placas de Curitiba, carregado de concreto, quebrou na Ponte Governador Pedro Ivo Campos, que dá acesso à Florianópolis, por volta das 9h desta sexta-feira, dia 24 de janeiro, trancando duas das quatro pistas da ponte por mais de duas horas. O veículo foi retirado do local por volta do meio dia após ser constatado que o problema era falta de combustível.”

Sim, o que é que este caminhão betoneira tem a ver com a Família do Joaquim? 

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Esperávamos um pôr do sol dourado na Ponta da Armação, em Florianópolis para o Ensaio Fotográfico de Gestante que Elaine tanto sonhou. Era sexta feira, uma sensação térmica que beirava os 50C em Floripa e a não responsabilidade de uma empresa ou do motorista do caminhão betoneira fez com que o mesmo ficasse sem combustível em plena Ponte Governador Pedro Ivo Campos e congestionamentos imensos foram gerados com espera de mais de 2 horas nas filas desta sexta-feira escaldante, e a Elaine estava lá com o Rodrigo e o Joaquim, parados nesta “fornada“.

O Ensaio Fotográfico foi transferido para o único dia possível antes deles viajarem de volta para sua cidade, hoje pela manhã, bem cedinho em Santo Antônio de Lisboa. Torcíamos por um amanhecer bonito ou – pelo menos sem chuvas, mas ….   …. quando iniciamos os cliques os primeiros pingos de água refrescante resolveram se pronunciar e intercalaram momentos de calmaria com ventos e pancadas mais fortes de chuva, água pura que veio de cima!

Como o equipamento fotográfico não é a prova d’água, buscamos o abrigo inicial debaixo de uma frondosa árvore e fizemos os registros iniciais até que as folhas não suportaram o peso da água e nos fizeram buscar abrigo na área externa de em um quiosque na praia, pouco espaço coberto e abrigado do vento. Clicamos ali também observados de perto por um felino dócil que se protegia junto conosco da chuva.

Aos poucos o tempo dava uma trégua e aproveitávamos para mudar de QG e a manhã foi sendo construída e eternizada pelas imagens.

Queríamos sol, final de tarde e céu azul .. ganhamos amanhecer, chuva com vento e céu nublado, mas nada impediu que estes momentos descontraídos contribuíssem com a história do Joaquim, da Elaine e do Rodrigo. #SimplesAssim

Captured by E.Trauer || 一期一会

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Captured by E.Trauer  || 一期一会Captured by E.Trauer  || 一期一会

Captured by E.Trauer  || 一期一会Captured by E.Trauer  || 一期一会

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Ensaios Fotográficos de Gestantes

By Ensaios Fotográficos, Fashion, Pessoas Comuns, PhotoNo Comments

Photography by Eduardo TrauerA Fotografia representa uma das mais fantásticas formas de recordação dos Momentos Importantes da Vida. Tem sido utilizada amplamente na construção da história do mundo contemporâneo, retratando conflitos, conquistas, fenômenos da Natureza, Moda e – principalmente – Pessoas.

A espera de um filho apresenta momentos únicos na vida das famílias onde a cada semana mudanças ocorrem com o desenvolvimento do bebê e seus reflexos na anatomia da Mãe e no emocional dos Pais, Família e Amigos.

Estes momentos ficam vivos na memória, porém podem ser intensificados e eternizados nos detalhes que a Fotografia contribui. O Ensaio de Acompanhamento de Gestação mostra a evolução deste crescimento mágico e traz um envolvimento muito intenso com a Família. Os Ensaios Fotográficos únicos também contam uma história especial. Não posso afirmar que exista um momento mais propício para este Ensaio Fotográfico, pois todos os momentos representam uma etapa importante na vida desta família, mas para quem deseja registrar o desenho bonito da barriga é recomendável o oitavo mês de gestação onde – geralmente, e geralmente porque cada pessoa possui características próprias – é um período onde o acúmulo de líquidos normais aos períodos finais da gestação ainda não se pronunciaram, deixando a Mãe ainda mais Bela.

Photography by Eduardo Trauer

O estilo dos Ensaios Fotográficos de Gestantes que trabalhamos prima pela naturalidade, ou seja, busca intensificar a personalidade e o estilo de vida dos pais. Sugiro a escolha de uma Locação Externa no gosto da Família, seja ela praia, campo ou montanhas e passamos de 3 a 4 horas de plena descontração e desde então da geração de uma expectativa quanto ao resultado final.

Captured by E.Trauer  || 一期一会Outra sugestão é o uso de roupas leves que valorizem a estética da barriga, a cor branca e também cores vivas contribuem para imagens agradáveis. Tecidos leves e com fácil movimento ao sabor dos ventos dão movimento às imagens.

Confesso que a vontade é de retornar e iniciar imediatamente o Fluxo de Trabalho para a Edição das Fotografias. Sou um eterno curioso e nada melhor do que a sensação de ver tangibilizado o resultado de um trabalho que fizemos com muito carinho. Cabe aqui o compartilhar de uma informação importante que inclusive nem todos os que trabalham com Fotografia sabem disso e julgo fundamental esta informação para a compreensão de tudo o que envolve um Ensaio Fotográfico, do planejamento inicial à entrega do trabalho final em Álbum Fotográfico e Box DVD.

Captured by E.Trauer  || 一期一会

Os equipamentos de fotografia digital possuem – ao contrário do que muitos imaginam – uma vida útil estimada em 100.000 a 150.000 cliques para o corpo da câmera e com esta informação precisamos calcular uma depreciação do equipamento e computar estes valores nos orçamentos. Também há custos com baterias e seguro dos equipamentos. Apenas por curiosidade, dependendo da situação podemos utilizar 24 pilhas em um Ensaio Fotográfico, onde cada pilha Duracell possui um preço médio de R$ 3,00 no mercado, somente em pilhas teremos R$ 72,00.

Após o registro fotográfico, temos o Fluxo que envolve a ingestão das Fotos para os HD’s no computador e a sua Edição que leva em média de 3 a 4 vezes mais tempo do que o destinado a captura das imagens no Ensaio. É um tempo grande de trabalho com muita atenção.

Ao conhecer todo este fluxo fica mais fácil interpretar os valores dos orçamentos e isto é muito importante para os clientes esta transparência. A informação é a melhor forma de comunicação!

Para informações e orçamentos o contato pode ser feito por Email.

etrauer.com Creative Studios  ||  一期一会

[google1]

Captured by E.Trauer  || 一期一会 Captured by E.Trauer  || 一期一会Captured by E.Trauer  || 一期一会Photography by Eduardo Trauer

Ensaios Fotográficos com pessoas que não são modelos profissionais

By Criatividade, Ensaios Fotográficos, Fashion, Moda, Pessoas Comuns, Pessoas Comuns, Photo2 Comments

Há alguns meses atrás recebi uma pergunta inusitada, porém muito interessante, ao encontrar com uma amiga no Shopping que foi mais ou menos assim:

Eduardo, também fotografas ‘pessoas comuns’ ou somente modelos?” Confesso que foi a primeira vez que parei verdadeiramente para pensar nesta denominação: “pessoas comuns“. Esta é uma denominação que já tenho visto no segmento da fotografia, tanto em anúncios quanto em congressos, mas sempre achei um tanto quanto estranha, pois as expressões “comuns, algumas vezes também chamado de normais” abrangem a todos nós, inclusive às modelos e, até então, sempre havia relutado ao utiliza estas denominações.

O fato é que no senso comum são expressões muito fortes e que diferenciam a profissão das Modelos e das Não Modelos profissionais. A resposta, para a surpresa desta minha amiga, foi que “todos nós somos pessoas comuns e que fotografo sim ensaios com quem não é modelo profissional”, e marcamos o ensaio que ficou maravilhoso.

Ainda estou buscando uma denominação mais adequada ao meu ver para esta classificação. Talvez “Ensaios Pessoais com Enfoque de Moda” possa ser interessante. Gostaria de não utilizar a palavra “não” no caso de “não modelos, ou que não são modelos profissionais“. Além de remeter a uma expressão negativa, é composta por palavras demais. Agora é fundamental que a compreensão comum entenda facilmente esta denominação para não gerar dúvidas.

Captured by E.Trauer  || 一期一会

O fato é que trabalhamos sim com Ensaios Fotográficos de quem não exerce a profissão de Modelo Profissional, são momentos bastante descontraídos e divertidos que resultam em uma vivência ímpar para os participantes.

Estes Ensaios abrangem também gestantes, famílias, casais e seus animais domésticos que podem ser conferidos na FanPage do Facebook.

Se tiveres uma sugestão para denominar as pessoas que não são modelos profissionais, ficarei muito contente em receber suas idéias!

Será um prazer repassar maiores informações para vocês, uma ótima semana!
Contatos, orçamentos e informações por Email.

[google1]

Captured by E.Trauer  || 一期一会Photography by Eduardo Trauer || Rota FloripaPhotography by Eduardo Trauer

Fotografia e História

By Conhecimento, Criatividade, Curso de Composição Fotográfica, Eventos, PhotoNo Comments

Todas as fotografias apresentam uma forma de comunicação com maior ou menor intensidade. O interessante é que esta imagem tenha o potencial para contar uma história que seja diferenciada.

A força desta história é resultante da combinação entre a técnica e a percepção emocional e estética do fotógrafo. É bem fácil perceber as diferenças com um simples exercício de observação das mais diversas fotografias publicadas na própria Internet e, para facilitar ainda mais, no próprio Facebook por seus milhares de participantes.

Busque aleatoriamente as fotografias publicadas, fotografias de aniversários infantis por exemplo e observe aquelas que mais mexem com a sua emoção, que melhor aguçam a criatividade ao buscar imaginar o que estava acontecendo no momento. Você irá perceber facilmente um inúmero conjunto de semelhanças por estilos diferentes. Existem aqueles em que as imagens parecem posadas, aqueles nos quais a maior parte das informações estão centralizadas, aqueles que buscam detalhes de expressões, outros que fazem bom uso de técnicas de Composição Fotográfica aliadas à emoção, trazendo intensidade positiva na história que é contada através das imagens.

Agregar estas informações em nossas escolhas diárias permitem uma maior segurança na contratação dos serviços fotográficos, por exemplo e exercitar estas técnicas também aguçam e desenvolvem o nosso próprio potencial criativo, é um exercício simples e gratuito, disponível 24 horas por dia às pessoas que estejam predispostas a fazê-lo.

Convido você a realizar este exercício, um ótimo dia e até breve!

 

etrauer.com Creative StudiosCaptured by Eduardo Trauer

Sabedoria ao utilizar o Cubo de Mercado

By Conhecimento, Criatividade, Cubo de Mercado, Cubo de Mercado, MarketingNo Comments

A ferramenta estratégica Cubo de Mercado, que já foi apresentada aqui no Blog, é relativamente simples de ser trabalhada e muito interessante porque não depende de um investimento elevado para seu desenvolvimento, podendo assim ser utilizada por micro e pequenos empreendedores.

Tanto os Eixos de Oferta quanto de Mercado devem ser desenvolvidos em paralelo, onde a cada nova informação a relação entre ambos é fortalecida. Para as idéias novas, que estarão explícitas no Eixo da Oferta [composto por Idéias, Serviços e Bens] seu fortalecimento e desenvolvimento se dará a partir das considerações feitas pelas descobertas das características informacionais dos consumidores integram o Eixo do Mercado [Consumidores, Necessidades e Satisfações].

Desenvolver as informações sobre os consumidores Não é somente citar que os mesmos integram determinadas Classes Sócio-Econômicas, mas principalmente descrever seus comportamentos, suas informações psicográficas, atitudes, hábitos e emoções. Desta forma somos direcionados ao conhecimento mais aprofundado de um segmento em potencial que, quando relacionado à idéia do Eixo da Oferta, possibilitará novas descobertas e hipóteses relacionadas à Satisfação de Necessidades relacionadas o novo Bem ofertado. Quando uma Necessidade é suprida, as pessoas tendem a ter, sentir e esboçar Satisfação e é este sentimento que será descrito no Eixo da Satisfação.

Percebam como o processo é integrado e completamente interdependente. Agora, para o melhor desenvolvimento desta Ferramenta Estratégica, é fundamental que o(a) usuário desenvolva o mesmo com Sabedoria e Criatividade.

Não existem fórmulas prontas. Bom trabalho!

Cubo de Mercado – Introdução

By Conhecimento, Cubo de Mercado, Cubo de Mercado, Marketing, PhotoOne Comment

Uma das melhores ferramentas mercadológicas que utilizo é o chamado “Cubo de Mercado“, muito bem abordado por Rafael Sampaio e Marcos Felipe Magalhães em seu livro Planejamento de Marketing da Editora Pearson.

Como gosto muito de entender e explicar marketing através da evolução das sociedades, geralmente inicio o raciocínio em aproximadamente 470 aC na até então conhecida origem da Retórica em Siracusa [Sicília] com Corax e Tisias no convencimento dos juízes populares acerca dos bens confiscados por soldados mercenários e seguimos até os dias de hoje.

Porém é interessante também pensar no momento em que os homens das cavernas iniciaram seus processos de trocas visando alimento e proteção através ‘roupas’, a base das relações que temos hodiernamente pelos valores monetários [$] e também um alicerce da conhecida mas não tão bem interpretada por todos Piramide de Maslow.

Seguindo o raciocínio de Sampaio, “o Marketing tem, necessariamente, de ser EntendidoPensadoPlanejadoExecutado a partir da perspectiva de uma série de quatro ‘Sistemas de Mercado‘: CivilizaçãoSociedadeEconomiaUniverso Empresarial.”

Sistema Antropológico está diretamente conectado com a herança histórica do local em questão, seja ele país, região, área ou mercado em que as ações mercadológicas estarão agindo e e provém da própria estrutura da civilização.

Já o Sistema da Sociedade, como o próprio nome denota, engloba as “particularidades e as relações dos estamentos que constituem um grupo social em particular definido dinamicamente [ressalta-se: Jamais isolados ou imóveis]. A inferferência de uns sobre os outros é constante, como são permanentes os processos de evolução de cada um e dos conjuntos.”

Sistema da Economia, como expõem brilhantemente Sampaio (2007) “tem a ver com a supra-estrutura da economia, suas forças e fraquezas, o volume de produção, a renda gerada e disponível, o grau de desenvolvimento e a posição competitiva relativa de cada núcleo econômico dentro do país, do bloco, do continente e do mundo.”

Por fim, temos o Sistema do Universo Empresarial, em que o uso do Marketing depende das “dimensões e do grau de amadurecimento da estrutura empresarial de cada mercado, no geral, e da empresa ou instituição que o empregará, em particular.”

Como conseqüência direta desses sistemas, percebemos que os mercados são constituídos por quatro Camadas Competitivas [que torna ainda mais interessante a compreensão da quintessência do que conhecemos por Marketing]. É interessante pensar que agem como a estrutura da pele para o nosso corpo. Fica mais uma dica de correlações entre Marketing e formas de gestão com a Natureza, Ambiente e Organismos Vivos.

As quatro camadas, de fora para dentro são: Cultura,ComportamentoConsumo e Competitividade no seu núcleo.

Todas essas camadas recebem influências dos Ambientes não controláveis pelos gestores: Ambiente Econômico, Ambiente tecnológico, Ambiente político e legal, Ambiente demográfico e sociocultural e também o Ambiental (meio ambiente mesmo – Natureza).

Na grande maioria das vezes – quando o Marketing é ‘ensinado’ nas universidades – a metodologia segue o Kotler como livro texto, estudando seus conceitos didáticos de cada uma dasa fases e características do Marketing. Neste ponto vale uma reflexão da qual assumo toda a responsabilidade, pois é a forma como percebo a Orientação de Marketing:

Em um primeiro momento, entender marketing significa que devemos buscar a sua origem, mesmo em tempos onde os conceitos ainda não estavam formulados e, para tanto, iniciamos com as informações presentes no início deste ‘post’. Entendendo a evolução das sociedades e relacionando suas características fica muito mais fácil de compreender as influências múltiplas que se sintonizam com os conceitos mercadológicos. Os conceitos de Kotler, nesta ótica, ficam como apoio à compreensão da realidade e o Marketing deixa de ser meramente teórico para fazer parte da evolução da civilização. Não existem receitas, não existem fórmulas, mas sim desafios à inovação, à interpretação e à criatividade na implementação de idéias.

Marketing é um estado de espírito, uma mentalidade, uma forma de pensar que, necessariamente, leva a uma filosofia, uma política, um programa de ação.”
José Whitaker Penteado

Bens, Serviços e Idéias

By MarketingNo Comments

O marketing teve “sua disseminação” || se é que podemos afirmar isto || na observação do fluxo das chamadas na época de verdadeiramente commodities, onde no final do Século XIX basicamente só a variável Preço era trabalhada. Lembramos que em meados do Século XX o mundo conheceu a denominação Mix de Marketing com as Variáveis até então controláveis do Marketing || Produto/Serviço; Preço; Comunicação e Canais de Distribuição ||.

O termo commoditie aparece inicialmente em publicações do Século XVIII, citados por Adam Smith como produto homogêneo, intercambiável entre fontes produtoras e que teriam um dito equilíbrio ideal entre oferta e demanda em um determinado momento, segundo Smith apud Magalhães, 2007.

Com a evolução da tecnologia e das técnicas de comercialização até mesmo as commodities começaram a receber valores agregados para fortalecer sua competitividade, VALORES AGREGADOS estes que merecem especial atenção em todo o universo de Produtos e Serviços.

Vale a reflexão: “que atributos, se adicionados, transformados ou eliminados, poderão aumentar a atratividade e a competitividade de nossos negócios?”

Partindo-se desta premissa, começamos a pensar em Vantagem Competitiva Sustentável e também no tempo em que esta nova Vantagem Competitiva Sustentável poderá ser sustentada em nossos negócios.

Sampaio e Magalhães (2007) sugerem o conceito de Cubo de Mercado através da expressão Oferta como função de (Produto + Serviço + Idéia).

Para esta compreensão é fundamental estar de acordo com a linha de raciocínio de que não existe mais um produto ou oferta que venha a ser unicamente de um bem físico, pois todos trazem consigo uma dose menor ou maior de SERVIÇO complementar e de uma IDÉIA diferenciadora.

Chegamos assim à expressão Produto = Bens + Serviço + Idéia [todos os produtos têm caractarísticas tangíveis, que se somam às características intangíveis e aos diferenciais conceituais].

Quando formos pensar na Idéia, deveremos lembrar do seguinte questionamento:

Qual é a idéia por trás do Produto?

Quando formos pensar em Serviço, deveremos lembrar de:

Quais serviços agregaram valor aos bens em cada um de seus processos de concepção e produção?

Agora, vamos seguir o raciocínio estimulado por Adam Smith em A riqueza das Nações:

O consumo é o objetivo final e o propósito de toda a produção.”

Mercado = Satisfação x Necessidades x Consumidores

onde:

Satisfação está diretamente relacionada à “aderência do desempenho dos atributos relevantes percebidos pelo consumidor em relação à sua própria expectativa e na compensação adequada das frustações ocorridas no processo de compra e/ou consumo.” (Sampaio, 2007, p. 165)

O Conceito de Cubo de Mercado:

Cubos de Mercado – na ótica de Sampaio (2007, p. 165), são “conjuntos de expectativas de desempenho dos atributos tangíveis, intangíveis e conceituais de cada produto, que visam satisfazer da melhor maneira as circunstâncias das necessidades de grupos identificados de consumidores.”

Desta forma,

B + S + I = Sa x N x C

E seguimos em frente com uma ótima defininção do mesmo autor, que está no livro Planejamento de Marketing: Conhecer, Decidir e Agir – do estratégico ao operacional, publicado pela Editora Pearson – Prentice Hall:

“Uma mercadoria pode ter preço baixo e ser cara, ou ter preço alto e ser barata. A percepção de caro ou barato ocorre quando a relação entre o preço e o valor de um produto ou serviço NÃO é JUSTA, e o valor oferecido é maior ou menor do que o custo exigido.”

É possível CRIAR valor??

Sim, basicamente de três formas:

  1. fazendo as mesmas coisas de uma maneira melhor;
  2. fazendo coisas novas e/ou
  3. fazendo as mesmas coisas, mas agregando novos serviços ou novas idéias, de maneira intrinsecamente nova!

Para chegarmos no conceito interessantíssimo de Matriz de Marketing, faz-se necessário Mapear Integralmente a Cadeia de Atividades:

  • Existem, pela reconfiguração das atividades relacionadas ao produto básico, oportunidades de atividades complementares, acessórias, adjacentes ou novas a ele?
  • Existem atividades que estão fora da cadeia primária, mas que se associam a ela?
  • Existem oportunidades de adicionar serviços no tempo (antes, durante ou depois da venda) do produto básico?
  • As atividades de pós-venda referem-se apenas à transação passada ou valem-se das novas circunstâncias criadas com o uso e/ou consumo decorrente?

.. e agora, as Grandes decisões sobre:

FORMATAR

  • O que devemos oferecer ao mercado?
  • Que atributos devem ser incorporados aos bens ou serviços ofertados?
  • Que soluções podem ser agregadas ao processo total?
  • As plataformas de produtos ou serviços atuais permitem a introdução de serviços em outros contextos?

VALORAR

  • O que agregar ao produto ou serviço e a seus atributos que possa aumentar seu valor percebido pelo mercado?

DISPONIBILIZAR

  • Como fazer o produto ou serviço ser mais disponível e mais conveniente ao mercado?
  • Os produtos ou serviços podem ser atualizados ou expandidos mediante soluções virtuais?

COMUNICAR

  • O que comunicar?
  • O que valorizar?
  • Como atingir e convencer os integrantes do mercado visado?
  • A reputação da empresa na cadeia primária pode ser estendida a outros contextos?

Nos próximos Posts, chegaremos na Matriz de Marketing.

Forte abraço e até breve!

O referencial destas informações constam em Planejamento de Marketing: conhecer, decidir e agir – do estratégico ao operacional, dos autores Marcos Felipe Magalhães e Rafael Sampaio, publicado pela Editora Pearson – Prentice Hall.