was successfully added to your cart.
Category

Specialty Coffee

Brownie de Castanha de Caju

By | Brownie, Café, Cafés Especiais, Coffee, Receitas, Specialty Coffee | No Comments

Não existe “receita de bolo” nem em receitas culinárias.

Costumo dizer que tudo depende da percepção, do conhecimento e do bom senso de quem está preparando. Nas receitas culinárias, a qualidade dos alimentos, a vazão do gás do fogão, a regulagem do fogão e a intensidade do calor gerado fazem uma grande diferença nos dados e informações explicitadas nas receitas.

Você faz a diferença!

Brownie de Castanha de Caju

Ingredientes:

  • 2 xícaras (chá) de açúcar;
  • 1 + 1/3 xícara (chá) de farinha de trigo;
  • 1 xícara (chá) de castanha de caju picada;
  • 2/3 de xícara (chá) de óleo;
  • 2 colheres (chá) de essência de baunilha;
  • 1 sachê de açúcar de baunilha (adaptação minha, se não tiver está tudo bem – utilizo quando consigo o Bourbon Vanille Zucker da Dr. Oetker);
  • 1 colher de chá de fermento em pó;
  • 100g de chocolate 60% de cacau (esta também é uma adaptação minha e você pode optar por chocolate meio amargo) e,
  • 4 ovos (prefiro orgânicos e caipiras)

O Preparo

    1. Aqueça o forno em temperatura média (eu utilizo entre 170ºC e 180ºC);
    2. Unte uma assadeira (a minha tem 22cm por 28cm) com manteiga e polvilhe com farinha de trigo;
    3. Bata os ovos até que fiquem uma mistura bem leve;
    4. Aos poucos, adicione o açúcar e bata até misturar bem;
    5. Junte o óleo, o chocolate derretido e a baunilha e mexa bem;
    6. Adicione aos poucos a farinha de trigo e mexa
    7. Adicione o fermento em pó e mexa bem;
    8. Adicione a castanha de caju e misture até obter uma massa homogênea.
    9. Ponha a massa na assadeira e leve ao forno pré-aquecido por cerca de 40 minutos (aqui entra um dos detalhes da percepção e bom senso. Tudo dependerá das características do seu forno e do seu controle);
    10. O centro do brownie de castanha de caju deve ficar úmido;
    11. Deixe esfriar e ,
    12. Divirta-se, convide os Amigos, brinde, comemore, saboreie com um bom café (pode ser coado, espresso, como você preferir, mas um Bom Café) … e me convide se lembrar!
    13. PS1. Querendo dicas sobre café, será um prazer compartilhar e tenho também algumas publicações aqui neste Blog sobre Cafés Especiais – Specialty Coffee;
    14. PS2. Comente se você gostou!
specialty coffee

Café e Saúde: Uma combinação perfeita!

By | Café, Cafés Especiais, Coffee, Sem categoria, Specialty Coffee | No Comments

Café e Saúde

Você sabia ...

As informações deste post sobre o café tem sua fonte no livro “O sonho do Café” de Andrea Illy, publicado em 2016.

Ressalto que estas informações referem-se ao “bom café“. Chamo de bom café aquele teve a menor parcela de “estragos” durante a sua cadeia de transformação – da planta até a xícara com o consumidor. Escreverei mais sobre isto em postagens futuras. Dos 3 bilhões de xícaras consumidas diariamente no mundo, uma grande parte refere-se a um café bastante prejudicado e – certas vezes – até estragado.

A primeira forma com a qual o café entra em contato com o nosso organismo se faz por meio dos nossos sentidos e pelo despontar do prazer provocado pelo sabor, consistência e aroma.

Após esta etapa surge um segundo tipo de efeito: o neurofisiológico. O café nos provoca a sensação de bem estar, nos deixa com bom humor e revigora a nossa energia.

O café é estimulante do sistema nervoso central e tem a capacidade de afastar a sonolência deixando-nos preparados para o trabalho intelectual e criativo, podendo inclusive diminuir a dor de cabeça.

specialty coffee Kassai Café

Observe a homogeneidade tanto do tamanho dos grãos quanto da cor do café recém torrado. A fotografia ao lado foi tirada no Kassai Café logo após o processo de torra. Nesta etapa o café está sendo resfriado no recipiente do torrefador.

Estas características são importantes de serem observadas antes de consumir um café. O café que é torrado com grãos de tamanhos homogêneos terá também a torra homogênea em todos os grão, ou seja, não terão grãos mais e menos torrados neste lote.

A cor do café não é marrom bem escura e muito menos preta, de onde conclui-se de que as substâncias do café não foram queimadas e transformadas em carvão.

O café de boa qualidade, de preferência um Specialty Coffee, que é torrado preservando-se estas características fará muito bem para a saúde humana e será doce por natureza e não extremamente amargo.

Os Benefícios do Café

Você sabia que dentre as substâncias mais estudadas no mundo do ponto de vista clínico encontra-se o café?

São mais de 25 mil artigos científicos publicados e não existe nenhuma prova de que o seu consumo moderado possa fazer mal para a saúde.

Dentre alguns resultados, temos:

  • Em doses não exageradas, o bom café não atrapalha o sono;
  • Em doses não exageradas, o bom café não faz mal ao coração;
  • Os benefícios são mais concentrados no café espresso (o café espresso possui menos cafeína);
  • A espécie de café Arábica possui menos cafeína que a espécie de café Robusta (1,3% contra aproximadamente 2,6% na Robusta);
  • Além da cafeína, o café Arábica possui mais 1.500 substâncias;
  • A presença de vários antixoxidantes no café auxilia na prevenção da diabetes tipo 2;
  • A presença dos antioxidantes no café também age de forma importante na prevenção contra doenças cardiovasculares, além de prevenir contra algumas formas de câncer da cavidade oral, da faringe e do fígado;
  • As substâncias antioxidantes presentes no café também possuem certa ação preventiva em relação a patologias como o Parkinson e o Alzheimer, além da redução da probabilidade de tumor no endométrio, faringe, fígado, cérebro, reto, próstata e de certos cânceres de pele (melanoma).

Mas lembre-se: estas características não se referem a qualquer café, pois o mesmo deve ter um cuidado muito especial em todo o seu processo produtivo. Como exemplo, se o café for torrado de mais, as suas melhores propriedades serão deterioradas.

O bom café faz bem para a saúde humana e possui um sabor maravilhoso!

Fonte:

ILLY, Andrea. O sonho do café. Organização: Alessandra Viola. Tradução: Adriana Marcolini. Rio de Janeiro: Valentina, 2016.

specialty coffee

Aprendendo a Preparar um Specialty Coffee

By | Café, Cafés Especiais, Coffee, Specialty Coffee | 2 Comments

Specialty Coffee - Entrevista com Péricles Diniz

Diniz Coffee & Sweets

Entrevista realizada com Péricles Diniz e Yoko Diniz que estiveram no Brasil em setembro e outubro de 2016. Péricles, proprietário da Diniz Coffee & Sweets é um maiores conhecedores de cafés especiais do mundo e nos brindou com estas dicas preciosas de como preparar um specialty coffee para extrair o melhor de suas propriedades.

Péricles: Como é que podemos preparar uma deliciosa xícara de café coado para extrair o melhor do Specialty Coffee?

“Uma xícara de café consiste em 98,5% de água e 1,5% de extrato de café. O primeiro requisito para se preparar um xícara gostosa de café é usar água e um café de boa qualidade (specialty coffee). O segundo requisito é usar uma proporção correta de água e pó de café. O melhor resultado para nossos cafés são conseguidos com 150ml de água e 10g de pó. O terceiro requisito é conseguir extrair entre 18% a 22% de substâncias do pó de café para dar o aroma e sabor a nossa bebida. Este requisito está diretamente ligado a nossa capacidade de controlar a eficiência e velocidade de extração das substâncias aromáticas contidas no grão de café pela água quente.

Podemos exercer o controle sobre a eficiência e velocidade de extração das substâncias contidas no grão de café alterando a área de contato da água com o pó de café, o tempo de contato da água com o pó de café, a temperatura da água e o grau de agitação da mistura água/pó.

O grão de café inteiro apresenta uma área de contato muito pequena com a água que dificulta o processo de extração das substâncias aromáticas nele contida. Assim, precisamos moer o café para aumentar a área de contato da água com o pó de café.

Quanto mais fina a moagem, maior será a área de contato e mais eficiente será a extração das substâncias aromáticas pela água quente. Podemos pensar que quanto mais eficiente for a extração, mais gostosa será nossa xícara de café, mas isto não é verdade. Existem nos grãos de cafés substâncias aromáticas e de sabor agradável, mas também existem substâncias de sabor amargo e que provocam adstringência.

Queremos em nossa xícara de café apenas as substâncias aromáticas e de sabor agradável. Quando promovemos a extração de mais de 22% de substância do grão de café, aumentamos consideravelmente a quantidade de substâncias que causam amargor e adstringência em nossa bebida. Quando extraímos menos de 18% de substâncias do grão, diminuímos a quantidade de substâncias aromáticas e de sabor agradável em nosso café, tornando-o mais ácido e aguado. É preciso ajustar a granulometria do pó de café com o tempo de extração e o tipo de equipamento utilizado para obter resultados adequados na preparação da nossa xícara de café.”

Quer conhecer e provar um Specialty Coffee?

Quando busco o Café para meu consumo, os Amigos próximos sempre me questionam se poderia trazer para eles ou qual marca poderiam comprar nos mercados. Assim, abri a oportunidade para quem desejar provar um Specialty Coffee encomendar e trarei junto com os meus.

Estarei aceitando encomendas até a próxima quinta-feira dia 13 de outubro pelo Facebook

O quê? Café (Specialty Coffee) em embalagem de 250g de café moído (moagem para café coado) ou em grão;
Quando? Encomendas até o dia 13 de outubro (quinta-feira);
Como? Registro da quantidade desejada aqui neste Post;
Onde? Entrega na cidade de Florianópolis, São José SC ou retirada na Suporte & Inovação Interiores (Rua Clodorico Moreira, 23 – Santa Mônica – Florianópolis – próximo ao Shopping Iguatemi);
Quanto? R$22,00 cada embalagem de 250g (pagamento apenas em dinheiro físico).

Kassai Café - Specialty Coffee

Specialty Coffee resfriando após a torra realizada pelos Mestres de Torra da Kassai Café.

Perceba a homogeneidade do tamanho dos grãos e a uniformidade impecável na tonalidade da cor dos grãos de cafés selecionados manualmente pelos Mestres da Kassai Café.

“Podemos aumentar a eficiência da extração das substâncias aromáticas contidas no grão de café proporcionando um tempo maior de contato da água com o pó de café. Aumentando o tempo de contato da água com o pó de café, permitimos que a água penetre entre as fibras do grão e promova a dissolução das substâncias aromáticas mesmo em uma moagem mais grossa.

Quanto maior for o tempo de contato da água com o pó de café, maiores são as chances de ocorrer também a dissolução de substâncias que causam amargor e adstringência no café. Isto acontece porque estas substâncias apresentam um grau de solubilidade em água menor que as substâncias aromáticas e de sabor agradável, mas havendo tempo suficiente elas também são dissolvidas e extraídas pela água quente.

Cada método de preparação de café possui um tempo ideal de contato da água com o pó e uma granulometria do pó de café adequada para maximizar a extração das substâncias aromáticas e de sabor agradável e minimizar a extração das substâncias de sabor amargo e adstringente.

A temperatura da água também é de extrema importância para que ocorra a dissolução adequada das substâncias solúveis presentes no grão de café. A capacidade de solubilização da água é maior entre as temperaturas de 92ºC a 96ºC. Esta propriedade da água facilita a dissolução e extração dos compostos aromáticos do grão de café tornando nossa bebida mais saborosa.  A alta temperatura da água também promove a mudança do estado sólido para o líquido de algumas substâncias insolúveis presentes no grão de café possibilitando a sua extração. Por isto, devemos sempre ferver a água por um breve instante e permitir que ela descanse por aproximadamente 30 segundos antes de usá-la no preparo do nosso café.

A agitação da mistura água/pó permite que a água molhe todas as partículas de café e promova a dissolução das substâncias aromáticas presentes no grão. A agitação da mistura também evita a saturação da água imediatamente próxima às partículas do pó de café facilitando a extração das substâncias solúveis.

A falta de agitação da mistura água/pó diminui a extração das substâncias aromáticas e produz um café mais ácido e aguado, enquanto que a agitação excessiva promove a extração excessiva de substâncias do grão de café e produz uma bebida de sabor forte, com amargor intenso e adstringente.

Verter água quente sobre o pó fazendo movimentos circulares do centro para a periferia e vice-versa é suficiente para promover a agitação necessária a extração das substâncias aromática do pó de café quando se utiliza o método de filtragem. Porem, a agitação manual da mistura água/pó é necessária quando se utiliza o método de infusão para o preparo da nossa xícara de café.

Agora vamos empregar os conhecimentos que discutimos. Quando preparamos uma xícara de café e notamos que a bebida apresenta maior acidez e um sabor fraco, sabemos que não houve extração suficiente das substâncias aromáticas e de sabor agradável presente no pó de café. As causas desta extração insuficiente podem ser: moagem muito grossa do pó de café, tempo de contato da água com o pó de café insuficiente, baixa temperatura da água e/ou falta de agitação da mistura água/pó.

Quando preparamos uma xícara de café e notamos que a bebida apresenta um sabor muito forte acompanhado de amargo e adstringência, sabemos que houve extração exagerada de substâncias presentes no pó de café. As causas dessa extração exagerada podem ser: moagem muita fina do pó de café, tempo de contato da água com o pó de café muito longo e/ou agitação excessiva da mistura água/pó. Seja qual for a situação precisamos identificar onde houve o problema e corrigir a nossa falha.”

Muito obrigado Péricles e Yoko Diniz pelas ótimas informações, pela companhia e pela prosa .. regada a um excelente specialty coffee. Até breve Amigos!

Um ótimo specialty coffee para todos nós!

一期一会

Em breve, mais dicas sobre a visão de mundo dos Specialty Coffees. Sinta-se a vontade para compartilhar!